Assim como Daniel e seus amigos, nós vivemos num mundo repleto de tentações para nos fazer esquecer da nossa pátria celestial. O mundo, bem como seu príncipe maligno, quer que esqueçamos quem somos e quem adoramos. O grande perigo é que muitas vezes não percebemos suas armadilhas e nos acomodamos à este presente século por causa de seus atrativos passageiros.

O nosso alerta é para sermos como Daniel e seus amigos, ou seja, sermos firmes em nossos corações para permanecermos fiéis ao Senhor. É necessário, para isso, pensarmos mais nas coisas lá do alto, onde Cristo vive e não nas coisas daqui da terra (Cl 3.1-3). Entendermos que somos forasteiros e peregrinos rumo a Nova Jerusalém. E enquanto vivemos na Babilônia, aguardemos o dia da nossa restauração completa.

    • 92.5 bpm
    • Key: Gm
    Full Link
    Short Link (Twitter)